Taxa de Desconto por Pedro Guedes

O que é?

A taxa de desconto é o cálculo aplicado sobre um valor futuro para determinar sua equivalência no presente. Esse método é usado para a análise de retorno de investimentos. Essa ponderação é necessária porque, em finanças, dois valores só são comparáveis se forem considerados em um mesmo período de tempo. Ela representa basicamente esse custo de capital e o risco de se aplicar o dinheiro em uma determinada operação.

A importância da Taxa de Desconto

Os potenciais ganhos de um investimento precisam ser medidos e comparados com rendimentos de outros investimentos, como títulos públicos, a Selic e até mesmo a inflação. Se não for capaz de superar essas rentabilidades, o risco não compensa o retorno.

Essa é uma avaliação que deve ser constantemente aplicada dentro do Mercado Financeiro. Um bom investidor jamais aplica seu capital sem antes ponderar os riscos e verificar se não existem oportunidades melhores.

Por outro lado, é importante mencionar que a taxa de desconto é usada de maneira matemática e aplicada sobre uma projeção de fluxo de caixa, algo que traz certa subjetividade.

Como Calcular?

A fórmula da taxa de desconto mais conhecida é a WACC ou Weighted Average Cost of Capital (Custo Médio Ponderado de Capital). Através do WACC, o nível de atratividade de um investimento é analisado. Isso significa que será calculado o retorno esperado de um investimento e, posteriormente, ele será comparado com outras aplicações.

Após comparado, o valor do WACC deve ser mais atrativo que outras opções com risco menor. Do contrário, elas se tornam mais interessantes do que fazer o investimento. A fórmula do WACC pode ser dada por:

WACC = E/ V * Ke + D/V * Kd * (1-Tc)

Onde temos:

Ke = custo de capital próprio;

Kd = custo da dívida;

E = valor de mercado do patrimônio da empresa;

D = valor de mercado da dívida da empresa;

V = E + D = valor total de mercado do financiamento da empresa (patrimônio e dívida);

E/ V = porcentagem de financiamento que é patrimônio;

D/ V = porcentagem de financiamento que é dívida;

Tc = taxa de imposto corporativo

Exemplo

A empresa tem um custo de capital próprio de 12% ao ano e o valor de mercado de suas ações é de R$ 20 milhões. O valor contábil do capital de terceiros utilizados pela companhia é de R$ 30 milhões. O custo desses capital de terceiros é de 25% ao ano. A alíquota do imposto sobre os lucros é de 20%. Não considerando a possibilidade de a empresa pagar juros sobre.



De acordo com o cálculo, o custo médio ponderado de capital corresponde a 16,8%. Isso quer dizer que se a empresa XYZ for vendida hoje, o seu valor é calculado subtraindo 16,8% de R$ 20 milhões (valor de mercado de capital próprio), o que resulta em R$ 16.640.000,00. Se este valor for menor que a lucratividade da empresa, não valeria a pena vender, por exemplo.

76 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo