Pesquisa Industrial Mensal (PIM) - Núcleo de Macroeconomia a e Renda Fixa

Núcleo de Pesquisa Econômica e Renda Fixa

Este breve relatório tem como objetivo analisar os dados da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) de fevereiro de 2021 que foram divulgados no dia 01/04.


A PIM é a pesquisa do IBGE que divulga dados de diversos setores e subsetores da indústria para facilitar o acompanhamento de curto prazo deste setor, por isso este indicador pode ser visto como um “termômetro” da indústria. É possível acompanhar os dados da PIM diretamente no portal SIDRA do IBGE.

Com base nos dados mais recentes divulgados pelo IBGE, podemos notar que:

  1. A indústria geral apresentou uma queda de 0.66% em relação ao mês anterior, interrompendo uma série de 9 meses de crescimento. De acordo com o IPEA, a tendência deste número é de desaceleração. O IEDI afirma que os principais fatores para esta desaceleração são a piora da crise sanitária, a redução e extinção de programas de auxílio emergencial e o alto índice de desemprego.

  2. A indústria extrativa apresentou uma queda um pouco mais significativa neste mês de abril, de 4.9%. O IPEA aponta que o consumo aparente de equipamentos de prospecção e extração de óleo e gás apresentou uma queda de 37.1% em janeiro (impulsionado pelo grande aumento da base de comparação em dezembro de 2020). No acumulado de 12 meses a demanda interna por equipamentos de prospecção e extração de óleo e gás apresentou uma queda de 3.2%.

  3. A indústria de transformação foi a que menos demonstrou variação neste período, com uma queda de apenas 0.2% neste mês em relação ao mês anterior.

Podemos perceber que quase todos os dados de produção física por grandes categorias econômicas apresentaram quedas no mês de fevereiro em relação a janeiro deste ano, com exceção de bens intermediários, que mostraram um aumento de 0.55% no período. O dado que apresentou a queda mais relevante foi o dos bens de consumo duráveis, com uma queda de 4.55%. Segundo o IEDI, a perda de dinamismo nos dados da indústria está ligada diretamente ao menor consumo por parte das famílias, que está sendo freado pelo medo, pelas medidas de isolamento por conta da pandemia de Covid-19, pela redução do auxílio emergencial e pelo alto índice de desemprego.





5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo