Open Banking - por Laura Perim

Definição

Open Banking é um sistema de banco aberto que acompanha as transformações digitais fazendo o uso de tecnologia. Consiste, com a permissão dos clientes, no compartilhamento de dados e serviços entre instituições financeiras por meio da integração de seus sistemas. Será uma plataforma regulamentada pelo Banco Central, cujo objetivo é estimular a ampla concorrência e a oferta de serviços para o consumidor, simplificando a vida de quem utiliza os bancos e aumentando o controle das pessoas sobre suas contas bancárias.

APIs do Open Banking

O compartilhamento de dados entre as instituições será realizado via APIs, que consiste em um sistema tecnológico já existente, e servirá para a integração entre bancos com diferentes componentes e linguagens de programação. Esse composto contém uma série de proteções para que ninguém de fora da plataforma tenha acesso, assim garantindo uma maior segurança aos usuários.

Vantagens do Open Banking

Maior liberdade aos clientes: cliente não fica preso ao sistema burocrático como é a mudança de banco atualmente, e tem maior autonomia da sua conta.

Menos custos: com um sistema mais integrado são cortados custos intermediários.

Maior transparência: clareza nas finanças dos consumidores pela maior aproximação com o usuário e sua conta.

Banking-as-a-Service (BaaS): abre um maior espaço para os bancos prestarem serviços à Fintech e outros players emergentes.

Aumentar receitas e expandir o alcance: criando ofertas mais abrangentes para os consumidores.

Ampla variedade de serviços: fornecido pela cooperação entre os bancos e pelo compartilhamento de receitas dentro desse ecossistema.

Competitividade: formação de um mercado com uma maior concorrência pelas empresas fornecerem serviços mais especializados.

Como está sendo implementado no Brasil

O banco Central definiu certos princípios para a implementação do Open Banking no Brasil. O primeiro é que as instituições participantes têm a responsabilidade de implementar de forma padronizada o que foi estabelecido pelo BC. Outro aspecto levantado foram regras para garantir a representatividade e o acesso não discriminatório das instituições participantes.


Cronograma de implementação no Brasil em 2021 está dividido em 4 etapas:

1. Foram abertos os dados dos participantes, os seus canais de atendimento e os produtos fornecidos.

2. Os clientes puderam compartilhar os seus dados pessoais de cadastro (nome, CPF, endereço, telefone, dados de transações relativas aos produtos e serviços de suas contas).

3. Vai ser possível iniciar um pagamento fora do ambiente do banco. O início dessa fase será no dia 29/10.

4. Nessa fase poderá iniciar o compartilhamento de outros dados de produtos e serviços, como informações relacionadas a investimentos. A quarta fase terá início em 15/12.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo