Margem Líquida - por Gabriel Andrade

Introdução

A Margem Líquida é um dos indicadores mais utilizados por analistas do mercado financeiro. Neste estudo vamos discorrer sobre esse indicador; como é possível calculá-lo, quais os seus principais pontos e o que ele representa.


O que é Margem Líquida?

A Margem Líquida é um indicador de eficiência que demonstra o quanto da Receita Líquida da empresa permaneceu na forma de Lucro Líquido.

Por exemplo: se a empresa obteve uma receita líquida de R$ 1000,00 em produtos e serviços e teve um Lucro Líquido de R$ 400,00, sua Margem Líquida foi de 40%, o que aponta que 40% de suas vendas se transformaram em lucro e os outros 60% restantes serviram para cobrir os custos de produção e atividade da empresa.

Ela é um ótimo indicador para comparar empresas do mesmo setor, pois com o custo de capital, custo de produção, entre outros, empresas do mesmo setor não conseguem atingir a mesma performance sobre suas vendas.

Como a margem líquida é calculada?

A Margem Líquida é calculada a partir da seguinte fórmula: Margem Líquida = (Lucro Líquido/Receita Líquida) x 100.

É possível possuir estes dados através da área de Relações com Investidores dos sites das empresas. Além disso você encontra esse indicador em sites como o Status Invest, Suno Analitica e Fundamentus, que são sites que consolidam as informações financeiras publicadas pela empresa em seus releases.


Como interpretar a margem líquida?

Como dito anteriormente, a Margem Líquida é um dos indicadores de eficiência existentes. Ela serve para representar quanto das vendas a empresa consegue transformar em lucro.

Quanto maior for esse indicador, melhor. Além disso, um aumento contínuo da Margem Líquida indica que a empresa está conseguindo aumentar a sua performance e gerar cada vez mais lucro com o mesmo volume de vendas. Isso mostra uma boa saúde financeira da empresa.

Já quando observamos uma Margem Líquida negativa, isso demonstra que a empresa obteve prejuízo no período analisado. Quanto menor for o indicador, significa que a empresa retém pouco das suas vendas em forma de Lucro Líquido.

Quedas constantes da Margem Líquida podem ser causadas por inúmeros fatores: perda de eficiência da empresa; concorrência que reduz preços forçando a margem das empresas do setor; aumento de custos; etc.


Podemos confiar na margem líquida?

A Margem Líquida é um indicador muito importante e um dos mais utilizados por analistas do mercado financeiro antes de recomendar um investimento, porém, podemos confiar unicamente nesse indicador?

Primeiramente, a análise da margem líquida deve ser feita entre ativos do mesmo setor, pois os setores possuem margens diferentes uns dos outros.

Outro ponto para que seja possível uma análise ideal do indicador, é, tanto o Lucro Líquido quanto a Receita Líquida reportarem ao mesmo período.


Case – transmissão de energia

Pegamos como exemplo duas empresas do setor elétrico que atuam na área de transmissão de energia: Alupar e Taesa. Ambas possuem um Patrimônio Líquido de aproximadamente R$6.300.000.000,00.

Ao longo do tempo a Alupar conseguiu manter sua Margem Líquida acima dos 10%, algo positivo, chegando a bater a casa dos 25%. O setor elétrico é conhecido por possuir uma alta rentabilidade com margens elevadas no geral, e em comparação às outras empresas do setor, a Alupar consegue manter uma Margem Líquida elevada.

Contudo, quando comparamos a Margem Líquida da Alupar com a da Taesa, podemos identificar uma diferença brutal. Ao longo do tempo, a Taesa conseguiu manter o indicador na casa dos 50%, chegando a obter 69% de Margem Líquida. Isso significa que a Taesa se mostrou uma das empresas mais eficientes do seu setor, conseguindo reter boa parte dos lucros. Além disso, a empresa se provou em momentos de crise, conseguindo manter a sua alta rentabilidade e sua Margem Líquida elevada.


Diferença de margem entre setores

A bolsa de valores abriga inúmeras empresas dos mais variados setores, e podemos observar que as margens podem divergir bastante entre eles. Por que isso ocorre?

Pegando o setor elétrico como exemplo: é um setor que possui uma previsibilidade de receitas maior do que outros setores. As empresas conseguem adquirir contratos de longa duração, o que as garante receitas futuras. Portanto, elas conseguem obter margens e rentabilidades maiores.


Também existem as empresas conhecidas por seu modelo Asset Light, que consiste em manter uma rentabilidade considerável com um investimento menor, o que aumenta as margens da companhia.


Concluindo: empresas de setores diferentes vão obter margens diferentes, e isso não significa que uma empresa é melhor do que a outra. Existem setores que possuem uma grande barreira de entrada, possui poucos players, levando a um monopólio que aumenta as margens das companhias.

Já quando vemos empresas do mesmo setor com margens maiores do que as concorrentes, podemos observar uma possível vantagem competitiva, que deve ser levada em consideração antes de realizar um investimento.


Resumo

A Margem Líquida é um indicador muito importante a ser analisado ao investir em uma empresa. Ela representa o quanto das Vendas Líquidas da empresa são transformadas em Lucro Líquido após os custos de produção serem abatidos. Vimos que quanto maior for o indicador, melhor, pois indica que a empresa se manteve eficiente dentro do seu mercado.

Entretanto, não podemos utilizar a Margem Líquida para comparar empresas de setores diferentes, apenas empresas que atuem na mesma área. Podemos concluir que nenhum indicador deve ser analisado de maneira isolada, inclusive a margem líquida.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo