Economia de Escala por Matheus Garutti



Economia de escala é um conceito econômico que descreve a relação inversa entre quantidades produzidas e o custo fixo pago por unidade, ou seja quanto maior forem as quantidades produzidas ou vendidas, menor serão os custos fixos gastos com elas pois haverá uma diluição do custo por um maior número de produtos. Isso ocorre quando uma empresa tem uma capacidade instalada de produção e aumenta o volume de produtos utilizando os mesmos recursos como mão de obra, máquinas e instalações. Dessa forma o custo total médio dos produtos diminui na proporção do aumento do volume.

Entre os custos fixos podemos citar: aluguel, salários de funcionários, depreciação de máquinas, insumos entre outros. Em outras palavras a economia de escala se traduziria em maior eficiência nas vendas. Pegamos o caso da empresa de construção civil MRV Engenharia para mostrar a evolução de seu custo fixo em comparação com sua receita:


A partir do gráfico podemos notar que a empresa vem diluindo seus custos fixos ao longo dos últimos anos devido a forte expansão de suas vendas. Em outra palavras ela precisou adicionar gastos em uma proporção menor para adicionar mais receita. Ademais o foco da companhia está na população de baixa renda, mais especificamente aquela que vive de bolsa família e depende do auxilio do governo. Dessa forma a empresa consegue ter maior previsibilidade em suas receitas e se preparar melhor para futuras construções.

A economia de escala também tem um limite. Conforme as novas unidades lançadas pela empresa vão sendo vendidas, haverá cada vez menos unidades a serem compradas pelos clientes, e para que a empresa continue gerando receitas será necessário a contratação de mão de obra adicional para construção de novas unidades e portanto teremos então a deseconomia de escala.

Não obstante, esse processo durará apenas enquanto a empresa prepara seus novos lotes. Assim que eles começarem a serem vendidos os custos se diluirão novamente, retornando assim ao ciclo anterior. Na prática a empresa não esperará vender todas as residências para poder construir novas, ela está em atividade constante, portanto sempre trabalhará para manter essa escalabilidade, minimizando os custos e maximizando a receita.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo