Capital Market Line (CML) - por Matheus Garutti

A linha de mercado de capitais (CML) representa diversas carteiras que combinam risco e retorno de uma forma otimizada, ou seja, leva em consideração as diversas combinações possíveis de ativos de risco e ativos livres de risco. Na figura abaixo, partindo do primeiro intercepto (ponto roxo), onde a carteira é 100% formada por ativos livres de risco e indo em direção ao ponto T, temos a seguinte situação: quanto mais a direita, maior o percentual de ativos de risco e menor o percentual de ativos livres de risco.


Perceba que a CML tangencia a fronteira eficiente, esse ponto resultaria no portfólio mais eficiente, denominado portfólio de tangência, e que possui pontos de mesmo risco e maior retorno comparados aos pontos da fronteira. Isso quer dizer que as combinações de risco e retorno mais atrativas que aquelas expressas pela fronteira eficiente são possíveis quando consideramos a possibilidade de investimentos em ativos sem risco, o que não ocorre quando nos limitamos ao mercado de ações.


Dessa forma, abaixo do ponto T sempre é possível combinar ativos livres de risco com ativos de risco de forma a superar a rentabilidade das carteiras da fronteira eficiente sem aumentar a exposição ao risco. Ou, de forma equivalente, podemos dizer que é possível reduzir o risco mantendo a rentabilidade das carteiras da fronteira eficiente.


Indo adiante, acima do ponto T, a CML representa a possibilidade de alavancagem, ou seja, ela está nos dizendo que, acima da carteira de mercado T, existem carteiras com maior rentabilidade se comparadas às carteiras da fronteira eficiente de risco equivalente. Essas carteiras são possíveis quando se tem acesso a empréstimos à taxa livre de risco (Rf). Se for este o caso, o investidor que busca maior exposição ao risco em troca de maiores lucros, em vez de simplesmente montar uma carteira com ativos mais arriscados que aqueles da carteira de mercado T, pode alcançar ainda mais rentabilidade se expondo ao risco com alavancagem para aumentar a sua posição na carteira.


Exemplo

Fonte: ProEducacional


Suponha um retorno de mercado esperado de 10% e uma taxa livre de risco de 3%. Considere ainda que a carteira de mercado T tem um desvio padrão de 2%. Nestas condições, considerando a CML, qual a taxa de retorno para uma carteira eficiente com desvio padrão de 2,5%?


Fórmula da CML:


Sendo:

E(Rc) = Retorno do portfólio Rf = Taxa livre de risco

E(Rm) = Retorno do Mercado σm = desvio padrão dos retornos do mercado

σc =desvio padrão dos retornos do portfólio sobre a CML

Sendo assim, descobrimos que uma carteira eficiente com risco de 2,5%, é remunerada a uma taxa de retorno de 11,75%. Repare que o risco que está sendo tomado é além do risco da carteira de mercado. Neste caso, o investidor está alavancado na carteira de mercado através de um empréstimo à uma taxa de 3%.


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo